Giro

Austrália envia médicos às Ilhas Salomão para combater foco de covid

Austrália envia médicos às Ilhas Salomão para combater foco de covid

Equipe médica australiana pousou na capital das Ilhas Salomão, Honiara - AFP

A Austrália enviou uma equipe de especialistas médicos a Honiara, depois que o governo das Ilhas Salomão pediu ajuda para enfrentar um preocupante foco de covid-19.

As autoridades australianas informaram que a equipe, com oito especialistas, pousou na capital das Ilhas Salomão com um carregamento de mais de 37.000 doses de vacinas anticovid.



“A equipe multidisciplinar inclui especialistas em medicina de emergência, controle de doenças infecciosas, logística e terapia ocupacional”, afirmou o ministério das Relações Exteriores em um comunicado.

Canberra já havia anunciado o envio de cilindros de oxigênio e equipamentos de proteção a Honiara.

Até a semana passada, o arquipélago, de 700.000 habitantes, não havia registrado nenhuma morte por covid-19 e reportava apenas 31 casos, mas na sexta-feira confirmou que detectou quase 900 contágios e cinco mortes.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia


Analistas, no entanto, temem que os números reais sejam ainda maiores, porque a capacidade do país para organizar testes é limitada.

Na capital, as autoridades decretaram um confinamento na terça-feira, que deve prosseguir até domingo.


Todos os cidadãos devem permanecer em casa, exceto aqueles com empregos considerados “essenciais”.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou que até 22 de janeiro as Ilhas Salomão aplicaram pouco mais de 270.000 vacinas anticovid.