Negócios

AT&T fecha fusão de mídias com Discovery por US$43 bi

Crédito: REUTERS/Brendan McDermid

A AT&T disse que usará os 43 bilhões de dólares obtidos com seus ativos de mídia para ajudar a pagar suas dívidas de mais de 160 bilhões de dólares (Crédito: REUTERS/Brendan McDermid)

Por Kenneth Li e Subrat Patnaik

(Reuters) – A AT&T, dona da HBO e da Warner Bros, e a Discovery, casa de canais de estilo de vida como HGTV e TLC, disseram nesta segunda-feira que combinarão ativos de conteúdo para um negócio de mídia e entretenimento global independente.

O presidente-executivo do Discovery, David Zaslav, liderará a nova empresa, que abrangerá um dos estúdios mais poderosos de Hollywood, incluindo as franquias Harry Potter e Batman, a rede de notícias CNN, uma programação esportiva e as atrações ​​do Discovery sobre casa, culinária, natureza e ciência.

+ Clubhouse vai estrear versão para Android nesta terça-feira (18)
+ Stellantis e Foxconn anunciarão parceria estratégica na terça-feira

As ações do Discovery subiram cerca de 16% no pré-mercado, enquanto as ações da AT&T subiram cerca de 4%, após o anúncio. Cerca de 71% da nova empresa pertencerá aos acionistas da AT&T, e 29% pelos investidores do Discovery.

A AT&T disse que usará os 43 bilhões de dólares obtidos com seus ativos de mídia para ajudar a pagar suas dívidas de mais de 160 bilhões de dólares.

O nome da nova empresa será revelado na próxima semana, enquanto outros detalhes, incluindo o futuro papel do presidente da WarnerMedia, Jason Kilar, e como os serviços combinados serão arranjados, ainda serão acertados, afirmaram executivos a jornalistas por meio de uma transmissão.

A decisão marca o desfecho da aquisição do conglomerado de mídia Time Warner pela AT&T, por 108,7 bilhões de dólares, em 2018, e ressalta seu reconhecimento de que a audiência da TV mudou para streaming, onde uma escala global é necessária para enfrentar empresas como Netflix e Disney.

“As oportunidades de streaming direto para o consumidor estão evoluindo rapidamente e, para manter o ritmo e manter uma posição de liderança, várias ações são necessárias – escala global, acesso a capital, uma ampla gama de conteúdo de alta qualidade e os melhores talentos da indústria”, disse o executivo-chefe da AT&T, John Stankey, em coletiva de imprensa.

Combinada, a empresa gastará cerca de 20 bilhões de dólares em conteúdo, mais do que os 17 bilhões da Netflix gastará neste ano. Zaslav disse esperar que a empresa aumente seu investimento em programação no futuro.

“Embora mais detalhes ainda não tenham surgido, a combinação proposta criaria um gigante de conteúdo global, unindo os principais ativos de notícias e entretenimento da Warner Media com a rede de programação sem script líder da indústria do Discovery”, disse Keith Snyder, da CFRA Research.

Espera-se que a nova empresa tenha em 2023 receita de cerca de 52 bilhões de dólares e Ebitda ajustado de ceca de 14 bilhões, e 3 bilhões de dólares em sinergias de custos anuais.

O negócio está previsto para ser fechado em meados de 2022, dependendo da aprovação dos acionistas do Discovery e de validações regulatórias.

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH4G0T7-BASEIMAGE

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago