Meio ambiente

Ativistas do Greenpeace bloqueiam sede da petroleira BP em Londres

Ativistas do Greenpeace bloqueiam sede da petroleira BP em Londres

Ativistas do Greenpeace participam de ato na sede da companhia petroleira British Petroleum (BP), em Londres, 20 de maio de 2019 - AFP

A polícia de Londres disse que prendeu 10 ativistas da organização ambientalista Greenpeace trancados em contêineres que bloquearam nesta segunda-feira a entrada da sede da petroleira BP na capital britânica para tentar convencê-la a interromper a exploração de petróleo e gás.

Instalados durante a noite, os cinco contêineres estavam equipados com comida, bebida, banheiros, luz, livros e jogos para permitir que seus ocupantes permanecessem no interior por pelo menos alguns dias.

Outros ativistas, que desceram a fachada da sede do grupo britânico fazendo rapel, penduraram em suas janelas grandes letras que formavam as palavras “Emergência climática”.

Esta ação ocorreu na véspera da assembleia geral anual da BP, na terça-feira, na localidade escocesa de Aberdeen.

O Greenpeace pede assim que o grupo passe totalmente às energias renováveis ou interrompa suas atividades: “Bloqueamos a sede da BP porque é simplesmente impossível agir como se não estivesse acontecendo nada”, afirmou Paul Morozzo, um dos ativistas trancados em um contêiner, citado em um comunicado.

Declarando-se favorável ao diálogo “e inclusive aos protestos pacíficos”, um porta-voz do grupo considerou que “impedir a entrada e a saída de um edifício de escritórios deste modo” é “perigoso”.