Mundo

Atentados no Sri Lanka deixaram 310 mortos

Atentados no Sri Lanka deixaram 310 mortos

Homem chora ao passar junto ao féretro de uma das vítimas dos atentados no Sri Lanka. - AFP

O número de mortos nos atentados de domingo no Sri Lanka aumentou para 310 nesta terça-feira, após o falecimento de vários feridos nos hospitais, anunciou a polícia local.

As autoridades detiveram até o momento 40 pessoas, com base na investigação sobre os ataques, que deixaram ainda 500 feridos e foram atribuídos a um movimento islâmico local, o National Thowheeth Jama’ath (NTJ), segundo o porta-voz da polícia Ruwan Gunasekera.

O boletim precedente informava 290 mortos.

Ao menos 31 estrangeiros, entre eles indianos, portugueses, turcos, britânicos, australianos, japoneses, americanos, dinamarqueses e um francês, estão entre os mortos.

A população do Sri Lanka observou na manhã desta terça-feira três minutos de silêncio em homenagem aos mortos na série de atentados suicidas.

As bandeiras nacionais foram colocadas a meio pau e as pessoas abaixaram a cabeça quando começou o período de silêncio, às 08H30 local (00H00 Brasília), na mesma hora em que ocorreram os seis ataques, há dois dias.

O governo declarou esta terça-feira dia de luto nacional, com as bandeiras de todas as instituições governamentais a meio pau, os bares fechados e as emissoras de rádio e TV transmitindo apenas música tranquila.

Na igreja de Santo Antônio de Colombo, palco do primeiro atentado na manhã de domingo, dezenas de pessoas rezaram em silêncio, com velas nas mãos e sob lágrimas. Ao final dos três minutos de silêncio, a multidão passou a rezar em voz alta.