Edição nº 1057 16.02 Ver ediçõs anteriores

Até o carvão quer manter o pacto

Até o carvão quer manter o pacto

O presidente americano, Donald Trump, quer deixar o Acordo de Paris, que visa reduzir o aquecimento global. Um dos motivos é para incentivar a criação de empregos no setor carvoeiro, o mais poluente do mercado energético. Mas algumas empresas do segmento não acham isso uma boa ideia. “Como produtora de carvão, não queremos ignorar os dois terços dos americanos que acreditam nas mudanças climáticas”, afirmou Colin Marshall, diretor executivo da Cloud Peak Energy, em carta aberta a Trump.

O receio de que, ao se afastar do acordo global, os Estados Unidos percam relevância no cenário internacional, piorando ainda mais a situação do carvão. A carvoeira Peadbody e a petroleira Exxon Mobil também estariam fazendo pressão para que a Casa Branca desista da ideia de ir contra o resto do mundo.

(Nota publicada na Edição 1015 da revista Dinheiro)


Mais posts

A força da vitamina c

As vendas de suco de laranja nos Estados Unidos, maior mercado mundial do produto, registravam quedas consecutivas há cinco anos. Então [...]

Vitória quilombola

O Supremo Tribunal Federal (STF) manteve a validade do decreto que regulamenta a demarcação de terras quilombolas. Foi uma grande [...]

Carnaval biodegradável

A empresa Fulpel Group, fabricante de embalagens biodegradáveis, forneceu 100 mil copos para a Pernod Ricard, dona das marcas Absolut, de vodka, e Ballantine’s, de uísque. Os recipientes foram utilizados nos camarotes da empresa no carnaval da Bahia. Com isso, evitou-se que 266 quilos de plástico fossem para o meio ambiente. (Nota publicada na Edição […]

O valor da árvore

A indústria brasileira de base florestal, que inclui os setores de celulose e madeira, fechou 2017 com um saldo positivo de US$ 7,5 [...]

Chile contra a obesidade

O governo chileno está colocando em prática aquela que é considerada a mais rigorosa legislação contra os alimentos que engordam. A [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicações Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.