Mundo

Ataque perto de ministério no centro de Cabul chega ao fim

Ataque perto de ministério no centro de Cabul chega ao fim

Nos últimos anos, Cabul foi atingida por vários atentados letais - AFP/Arquivos

O ataque lançado neste sábado por um grupo de homens armados contra prédios do governo no centro de Cabul terminou e “todos os kamikazes morreram”, disse o Ministério do Interior depois de mais de cinco horas de cerco.

“As operações foram concluídas, todos os homens-bomba mortos e mais de 2.000 civis foram resgatados”, disse o ministério no Twitter.

Este ataque, que interrompe um período de relativa tranquilidade, ocorre no dia seguinte ao adiamento de uma reunião entre os representantes do Talibã e do governo afegão, inicialmente prevista para este fim de semana no Catar, e poucos dias após os insurgentes anunciarem o início de sua ofensiva tradicional da primavera.

O Talibã afirmou rapidamente que “não tinha nada a ver” com o ataque em Cabul, segundo seu porta-voz Zabihullah Mujahid em uma mensagem de “esclarecimento” à AFP.

Por ora, ninguém reivindicou a autoria desse ataque que, segundo um balanço inicial do Ministério da Saúde, deixou seis feridos.

O ataque aconteceu neste sábado, pouco antes do meio-dia no horário local, quando um grupo de homens-bomba e homens armados desfilou por horas em prédios no centro de Cabul.

“Hoje, às 11h40 locais (4h10 em Brasília), ouviu-se uma explosão perto do Ministério da Comunicação e também foram ouvidos disparos esporádicos na área”, declarou o porta-voz do Ministério do Interior, Nasrat Rahimi.

“A polícia cercou a área e uma unidade de reação rápida chegou para impedir o ataque”, acrescentou.

Os criminosos usavam uniformes da polícia e tinham como objetivo um santuário perto do prédio, disse o general Sayed Mohamad Roshan Dil, chefe de polícia da capital afegã.

O Ministério da Comunicação, prédio de 18 andares, considerado o mais alto de Cabul, fica em uma grande via comercial do centro da cidade.

“Segundo as informações disponíveis, quatro agressores ficaram perto do Ministério da Comunicação” e iniciam “um tiroteio com as forças de segurança afegãs”, disse à AFP Amanduddin Shariati, responsável do setor de segurança de Cabul.

– ‘Muito perto de nós’ –

Emissoras locais transmitiram imagens nas quais pode se ver pessoas pulando pelas janelas de um andar baixo, assim como uma nuvem de fumaça saindo do céu do prédio.

Syed Jaillani Jallan, um afegão que afirmou estar preso no ministério, descreveu em sua página no Facebook de um “ataque suicida contra o Ministério da Comunicação”. “Ore por nós, por favor, porque o inimigo chegou muito perto de nós”, acrescentou.

O ataque deste sábado ocorre após um período de várias semanas de relativa calma em Cabul e após o Talibã anunciar, na semana passada, o início de sua ofensiva na primavera. Desde então, ataques com fatalidades foram relatados em várias províncias do Afeganistão.