Economia

Associação de desembargadores pede homologação imediata das delações da Odebrecht

O presidente da Associação Nacional de Desembargadores (ANDES), Bartolomeu Bueno, em nota oficial, pediu que as delações de executivos e ex-executivos da Odebrecht sejam imediatamente homologadas pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), a ministra Cármen Lúcia, que é a plantonista durante o recesso judiciário.

O desembargador também pediu que seja “imediatamente designado” o novo relator dos processos relacionados à Operação Lava Jato.

A nota também defende que o presidente da República, Michel Temer, escolha com urgência o novo ministro do STF que ocupará o posto de Teori Zavascki.