Ciência

Assintomáticos podem chegar a 11% da população, indica pesquisa

Crédito: Pixabay

O elevado número de infectados por Covid-19 sem sintomas reforça ainda mais a necessidade do uso de máscaras (Crédito: Pixabay)

Uma pesquisa realizada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) com a Universidade Estadual de Feira de Santana, na Bahia, indica que o percentual de infectados pela covid-19 que são assintomáticos na população chega a 11%. O número, coletado em amostra aleatória da população, é considerado muito alto.

O estudo foi feito com 1.400 pessoas escolhidas de maneira aleatória nas ruas de Feira de Santana, segunda maior cidade baiana. Depois da aplicação do teste RT-PCR, foi constatado que 154 testaram positivos. O levantamento foi realizado entre 8 de abril e 18 de maio deste ano.



+ Covid-19: dois testes criados no Brasil são patenteados

+ Anvisa rejeita pedido de uso emergencial de medicamento contra Covid-19

O estudo reforça ainda mais a necessidade do uso de máscara, cuidados com a higiene e o distanciamento social para combater o alastramento da pandemia. O sequenciamento genético de 122 genomas desses testes positivos só encontraram a variante gama, predominante no Brasil, e uma variação, chamada de P1.1.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!


“Esperávamos encontrar 5%, o que já seria elevadíssimo. Mas esse percentual deixa evidente que essa variante fez a pandemia explodir porque é extremamente transmissível”, afirmou o coordenador do estudo, Luiz Carlos Júnior Alcântara, ao jornal O Globo.