Geral

Assaltante que sequestrou ônibus em Niterói usava arma de brinquedo


Um assaltante usou uma pistola falsa para fazer cerca de 30 passageiros reféns em um ônibus em Niterói, no Grande Rio, na manhã desta terça-feira, 21, no acesso à Ponte Rio-Niterói. Segundo o tenente-coronel Fabio Marçal, o homem exigiu a presença de sua mulher para se render. Ele foi preso, e ninguém ficou ferido.

A intenção do bandido era assaltar os passageiros, mas com a chegada da Polícia Militar ele se sentiu acuado e impediu a saída das pessoas que estavam no veículo. O sequestro começou por volta das 8h50 e durou cerca de uma hora.

“As pessoas foram sendo liberadas, primeiro as mulheres, que estavam mais nervosas. Toda a negociação é sempre tensa, mas a gente conseguiu, com muita paciência e calma, dissuadi-lo”, explicou o tenente-coronel Marçal.

O criminoso usou a mulher de escudo para garantir sua integridade física. A identidade dele não foi divulgada. O homem disse à polícia que é morador da localidade Vila Lage, no município vizinho de São Gonçalo.

Trânsito

O coletivo da linha 409 (Alcântara-Niterói), da Viação ABC, bloqueou o acesso à Ponte Rio-Niterói no sentido da capital fluminense. O anúncio do assalto foi na Avenida do Contorno, em um horário de grande movimentação na região, com pessoas indo para o trabalho.

O ônibus não pegaria a ponte em seu trajeto usual e subiu o acesso a mando do assaltante. Por causa do bloqueio, houve grande engarrafamento em Niterói na manhã desta terça-feira. Mesmo com a liberação do trânsito, o congestionamento continuou por algum tempo.