As vantagens da construção verde

As vantagens da construção verde

Construir de modo sustentável não é bom somente para a imagem das empresas. Financeiramente, é vantajoso. “As boas práticas reduzem substancialmente o risco para os investidores”, afirma Felipe Faria, diretor do Green Building Council (GBC), organização responsável por emitir no País o certificado Leed, que estabelece as melhoras práticas de construção sustentável.

É o que mostra um estudo realizado pela entidade comparando o desempenho de mercado dos empreendimentos comerciais certificados e não certificados. Na capital carioca, em média, o valor de locação por metro quadrado é 24% maior em edifícios com Leed: R$ 146, ante R$ 117. Em São Paulo essa diferença é de 10%.

Na região da avenida Faria Lima, que concentra grandes empresas, porém, a diferença chega a 40%. A taxa de vacância em prédios certificados é 7% menor, no Rio, e 9,5% menor, em São Paulo. Já o valor do condomínio, para quem não segue as normas do GBC, aumenta 12% na capital paulista e 25% no Rio. Isso se deve à maior eficiência das edificações.

Para obter o certificado, é preciso atender a critérios como economia de água e luz, climatização adequada e boa qualidade do ar. Isso pode ser obtido com elevadores inteligentes, painéis solares e materiais mais modernos, por exemplo. Nos dez anos de atuação do GBC no País, mais de 1,2 mil projetos foram registrados, o quarto maior volume do mundo. Desse total, 393 foram certificados.



DIN1005-sustenta2

(Nota publicada na Edição 1005 da Revista Dinheiro)

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel


Mais posts

O capital é verde

Uma lista com as 100 empresas administradas de modo mais sustentável no mundo acaba de ser divulgada pelo The Wall Street Journal. [...]

Papo responsável

Com apenas 22 anos, a brasileira Lana Weidgenant tem chamado atenção em Washington por sua luta pelo clima e por políticas mundiais [...]

O algodão agroecológico da Renner

Com vistas a cumprir a meta de ter 80% de sua produção classificada como baixo impacto ambiental, a Renner apresenta uma linha de [...]

O plano de Joe Biden para a Amazônia

No vácuo de uma postura assertiva do presidente Jair Bolsonaro pela preservação da Amazônia, um grupo suprapartidário de [...]

Belém sediará Fórum de Bioeconomia

Pela primeira vez o Fórum Mundial da Bioeconomia deixa seu país-sede, a Finlândia, para ser realizado no Brasil, na região amazônica. O evento, nos dias 18 a 20 de outubro, ocorrerá de forma on-line e presencial com uma agenda que distribuída em quatro grandes eixos. A bioeconomia: pessoas e políticas do planeta; Líderes globais e […]

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.