Edição nº 1100 14.12 Ver ediçõs anteriores

As palavras de Einstein sobre Deus

Uma carta do físico alemão Albert Einstein (1879-1955), pai da teoria da relatividade, sobre o universo divino será leiloada pela Christie’s, em Nova York, entre 30 de novembro e 3 de dezembro. Chamada de “Carta Divina”, ela foi endereçado ao filósofo alemão Eric Gutkind (1877-1965), em resposta ao livro “Escolha a vida: O chamado bíblico para a revolta”, publicado em 1923. No texto, Einstein critica a religião e rejeita a existência de Deus. Essa carta, que foi escrita um ano antes da morte do físico alemão, é o seu melhor ensaio sobre questões filosóficas e religiosas. Antes do leilão, ela será exposta na Pace Gallery, em São Francisco, na Califórnia, em 25 de outubro; e na Christie’s, em Nova York, em 1º de novembro. A expectativa é que a carta de Einstein alcance o valor de US$ 1,5 milhão.

(Nota publicada na Edição 1091 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Uma aventura luxuosa na África

Conhecer as maiores atrações do continente africano em altíssimo estilo. Essa é a proposta da Latitudes Viagens de Conhecimento, [...]

Com salário de US$ 6,4 milhões, CEO da Uber vende casa em Seattle

Desde que deixou Seattle, Washington, para viver em São Francisco, na Califórnia, Dara Khosrowhahi, CEO da Uber, tinha um dilema: [...]

Aposte com estilo

A grife francesa Hermès trocou suas sedas pelo feltro de lã. Pelo menos no jogo de dados. O Declick Dice Game, que a empresa acaba de [...]

Ferrari no pulso

O melhor presente de Natal para um “ferrarista” é um carro da marca. Se isso está fora de cogitação, a suíça Hublot tem uma [...]

Caviar como enfeite de pulso

As ovas do esturjão deixaram de ser apenas um tipo caríssimo de iguaria gastronômica. Elas agora batizam uma grife russa especializada [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.