Gestão e Carreiras

As carreiras que tiveram maior aumento salarial no Brasil em 2018

O resultado geral foi de melhora dos salários, com 51% dos pesquisados afirmando terem recebido aumento real dos vencimentos entre 513 carreiras consultadas

As carreiras que tiveram maior aumento salarial no Brasil em 2018

Crédito: AFP/Arquivos

O ano de 2018 foi marcado pela recuperação econômica do Brasil, com baixas taxas de juros e crescimento do PIB, o que resultou na criação de vagas de empregos no período. Porém, nem tudo foram flores no mercado de trabalho brasileiro. Se muitas profissões cresceram e tiveram aumentos salariais, outras não aproveitaram a bonança.

Os resultados foram trazidos em pesquisa realizada pela PageGroup, que entrevistou 6 mil profissionais de 513 cargos diferentes. O resultado geral foi de melhora dos salários, com 51% dos pesquisados afirmando terem recebido ganho real dos vencimentos, contra 35% daqueles que disseram terem ficados estáveis e 14% afirmando que tiveram sua remuneração reduzida.

“À medida que o mercado vai voltando, as empresas encontram desafio adicional na retenção de talentos”, diz Ricardo Basaglia, diretor do Page Group, que ressaltou o bom humor do mercado para o aumento dos investimentos no país. Saiba abaixo os três setores que tiveram mais aumentos em 2018, e os que menos aproveitaram o ano de recuperação.

Os três mais

Secretariado e Business Support

O grupo lidera por ser uma carreira que teve ganho de complexidade e, com isso, aumento na remuneração. “Antes, cada executivo tinha uma secretária, hoje uma pessoa atende vários executivos”, explica Ricardo Basaglia.

O relatório destaca que assistentes exclusivos voltaram a ganhar espaço e a busca é por profissionais experientes e bilíngues. Esses assistentes podem ser envolvidos em grandes projetos e até ganhar novas funções como a de office manager, a função em que os aumentos salariais foram mais frequentes.

Cargos que tiveram aumento 100%

Função em destaque:
Office manager: 18% dos profissionais tiveram aumento

Recursos Humanos

A posição de Business Partner foi uma das mais buscadas e com maior importância para os negócios de diversos setores. A projeção é de aumento para 2019 no número de contratações. As empresas devem investir em planejamento estratégico e plano de negócios, segundo o relatório do PageGroup.

Cargos que tiveram aumento: 77%
Cargos que tiveram estabilidade: 23%
Cargos que tiveram queda: 0

Funções em destaque:
Business partner: 40% dos profissionais tiveram aumento
Aquisição de talentos: 20% dos profissionais tiveram aumento

Bancos e Serviços Financeiros

Em plena a transformação digital, a cultura e a estrutura de empresas estão mudando. Profissionais com capacidade e interesse por inovação, além de conhecimento de inteligência artificial, têm boas chances de crescimento de carreira. O crescimento de oportunidades esteve em alta nos bancos digitais e fintechs.

Cargos que tiveram aumento: 75%
Cargos que tiveram estabilidade: 16%
Cargos que tiveram queda: 9%

Funções em destaque:
Gerente de captação: 25% dos profissionais tiveram aumento
Analistas e executivos de vendas: 9% dos profissionais tiveram aumento

Os três menos

Imobiliário e Construção

Muito afetado pela crise, o imobiliário é “o setor que na comparação com os demais, segue um passo atrás”, diz Ricardo Basaglia. Há a perspectiva de melhora, mas nada de concreto em termos de andamento de novos projetos. Os segmentos com mais chances de melhora são de energia, o residencial econômico e o de facilities.

O relatório aponta o Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) com o setor privado que resultará em um pacote de concessões de R$150 bilhões em investimentos como um fator que pode fazer as contratações crescerem em volume.

Cargos que tiveram aumento: 55%
Cargos que tiveram estabilidade:  X
Cargos que tiveram queda:  45%

Seguros

Duas características são mais valorizadas pelas seguradoras: domínio de tecnologia e capacidade para melhorar processos. Já as corretoras querem profissionais dinâmicos que possam trazer novos negócios. Segundo a pesquisa, o setor de Resseguros é o com maior potencial de expansão por aqui, já que ainda engatinha no Brasil.

Cargos que tiveram aumento: 50%
Cargos que tiveram estabilidade: 10%
Cargos que tiveram queda: 40%

Supply chain & Operações

Além de redução de custos, uma boa estratégia de suply chain e operações pode melhorar os níveis de satisfação do cliente em relação ao atendimento. Por ser uma profissão com baixa margem de lucro, profissionais experientes são mais requisitados. As empresas buscam profissionais bem preparados e o requisito de inglês fluente é mais constante, já que o Brasil está na mira do investimento estrangeiro. Quem tem domínio do idioma tem mais chances de progressão de carreira.

Cargos que tiveram aumento: 34%
Cargos que tiveram estabilidade: 62%
Cargos que tiveram queda: 4%

Funções em destaque:
Gerente de operações: 35% dos profissionais ganharam aumento
Gerente e diretor de compras: 22% dos profissionais ganharam aumento