Gestão e Carreiras

As 4 peças de roupa que você não deve usar no trabalho, segundo gigante de RH

Uma pesquisa feita pela Randstad, empresa especializada em recursos humanos, listou as peças de roupas que ainda são tabu dentro do ambiente de trabalho

As 4 peças de roupa que você não deve usar no trabalho, segundo gigante de RH

O ambiente de trabalho hoje é completamente do que era há vinte ou trinta anos. Se antes o dress code era rígido e conhecido por todos, hoje ele é fluido, variando entre empresas do mesmo ramo, com dias livres para sair da rotina, como o casual friday. No entanto, mesmo com todas essas mudanças e uma maior liberdade de escolha,  há algumas peças de roupas que ainda não são bem vistas na hora de entrar no escritório. Uma pesquisa feita pela Randstad, multinacional holandesa especializada em recursos humanos, listou a relação do trabalho com roupas e apresentou um levantamento das peças que ainda são tabu dentro do ambiente corporativo. Segundo a companhia, há quatro peças que não nunca devem ser usadas no escritório. Veja abaixo:

Jeans rasgado

Jeans estilizados, com buracos e partes esgarçadas são uma tendência do mundo da moda desde a virada do milênio, e desde então inundaram passarelas do mundo da moda, com rombos milimetricamente pensados, como uma afronta ao conceito de belo que sempre permeou a alta costura. Porém, esse pensamento não cola no ambiente corporativo, e segundo a pesquisa da Randstad, um terço dos entrevistados consideram jeans rasgados inapropriados para o ambiente de trabalho. Em declaração para a Fast Company, a designer de roupas Dara Lamb diz que o uso deste tipo de peça no trabalho só é aceitável se a mesma for vendida pela empresa.

Chinelo/sandálias

A própria Lamb também explica porque calçados abertos não são para ambientes corporativos: além de serem ruins para seus pés, coluna e joelhos, usar calçados abertos deixa seus pés expostos a infecções presentes nas grandes cidades

Roupas de esportes e leggings

A pesquisa diz que 56% dos entrevistados não acham que roupas esportivas são apropriadas para o ambiente de trabalho, mesmo em um ambiente de trabalho casual. A boa notícia para quem gosta do estilo é que o conceito de moda Athleisure (mistura das palavras em inglês atleta e lazer) está em alta, fazendo com que peças esportivas ganhem cortes mais refinados, podendo ser usadas com roupas mais formais. Neste caso, vale o bom senso.

Saltos muito altos

Metade dos entrevistados consideram saltos com mais de 7,5 cm de altura não-profissionais. Eles são considerados de difícil locomoção e chamam atenção desnecessária.

Tópicos

carreiras RH roupas