Edição nº 1142 14.10 Ver ediçõs anteriores

As 10 marcas de automóveis mais vendidas no mundo

Ao contrário do ranking mundial de fabricantes, nesse a Toyota está à frente da Volkswagen e da dobradinha Renault-Nissan. E a Mercedes é a única marca de luxo entre as top 10

As 10 marcas de automóveis mais vendidas no mundo

Classe C: um dos sedãs mais desejados do mundo ajuda a colocar a Mercedes entre as 10 marcas de maior sucesso

Recentemente escrevi aqui no blog República do Automóvel que o reforço da Mitsubishi colocou a Aliança Renault-Nissan no topo do mundo automotivo. Além de ter sido o grupo que mais vendeu automóveis de passeio e comerciais leves no Planeta Carro em junho, a Aliança (que engloba Renault, Nissan, Mitsubishi, Dacia, Lada, Datsun e Samsung Motors) ultrapassou Toyota, GM, Hyundai-Kia e Ford para ocupar o segundo lugar de vendas no primeiro semestre. Só perde para o Grupo Volkswagen, que reúne Audi, Seat, Skoda, Bentley, Bugatti, Lamborghini e Porsche, entre outras.

Mas, e quanto às marcas? Quem dá as cartas? Aqui a história é diferente. Considerando somente as vendas de cada marca, o ranking do primeiro semestre de 2017 é o seguinte, segundo a consultoria Focus2Move:

POS. MARCA VENDAS PART.
1 TOYOTA 5,814 9,6%
2 VOLKSWAGEN 4,331 7,1%
3 FORD 3,990 6,6%
4 HONDA 3,393 5,6%
5 NISSAN 3,350 4,6%
6 HYUNDAI 2,813 4,6%
7 CHEVROLET 2,589 4,3%
8 KIA 1,804 3,1%
9 RENAULT 1,710 2,8%
10 MERCEDES 1,672 2,8%

 

As ausências que mais gritam nesse ranking são as das marcas da FCA (Fiat Chrysler Automobiles), pois o grupo ítalo-americano é bicampeão de vendas no Brasil, disputando carro por carro a liderança do mercado com a General Motors. Aqui, as marcas Fiat e Jeep são fortíssimas. No mundo, nem tanto. A Fiat ocupa apenas o 14º lugar, com 1,079 milhão de vendas e 1,8% de participação. A Jeep aparece em 18º lugar, com 959 mil carros vendidos e 1,6% do bolo automotivo.

Isso explica por que se fala cada vez com mais frequência que o chefão Sergio Marchionne está enxugando ao máximo as contas da FCA para vender a empresa a um grupo asiático. O sonho de Marchionne é encontrar uma marca chinesa que compre a FCA e leve não apenas a Fiat e a Jeep, mas também as americaníssimas Dodge, Chrysler e RAM, além das italianíssimas Ferrari, Alfa Romeo, Maserati e Lancia, entre outras. Também explica um movimento bastante polêmico por parte da FCA, que decidiu lançar um SUV da Ferrari!

Além dos chineses, a Hyundai-Kia também é considerada, para ganhar ainda mais escala global. Se isso acontecer, o grupo terá as duas maiores fábricas de carros do mundo: a de Ulsan, na Coreia do Sul, e a de Betim, em Minas Gerais. Porém, é mais provável que saia mesmo um negócio com um grupo chinês. A marca mais cotada pelos especialistas do mercado é a Great Wall, que já tentou entrar no Brasil, sem sucesso. Os boatos citam também as empresas Dongfen, Geely (que já comprou a Volvo) e Guangzhou (parceira da própria Fiat na China).

Existem dezenas de marcas de automóveis no mundo, mas o volume de vendas também cai de forma vertiginosa conforme o ranking avança. Para se ter uma ideia, no 20º lugar está a Buick, uma das marcas da GM. Com 1,5% de participação, a Buick ficou fora do clube de 1 milhão de vendas, registrando 905 mil no primeiro semestre. Em 30º aparece a Baojun, com 548 mil (0,9%), em 40º está a Chery, com 321 mil (0,5%), e no 50º lugar figura a Lada, com 205 mil carros vendidos (0,3%).

No início dos anos 1990, uma previsão dava conta de que apenas 10 marcas de automóveis dominariam o Planeta Carro no século XXI. Estamos muito longe disso, não apenas em relação às marcas, mas também quanto aos grupos fabricantes. De qualquer forma, esse paradigma permanece – por isso existem tantas associações. Ninguém quer ficar fora do clube dos 10 sobreviventes.


Mais posts

Onix e Compass já têm mais vendas diretas do que as picapes

As vendas de automóveis no Brasil estão mudando com uma velocidade sem precedentes. Não apenas os tipos de carros são outros, mas [...]

FCA lançará três crossovers Fiat, um novo SUV da Jeep e a picape RAM no Brasil

Presidente da Fiat Chrysler Automobiles fala sobre os investimentos da empresa no País até 2022. Globalmente, a FCA investirá 45 [...]

Yaris chega competitivo e completa a estratégia da Toyota

O novo compacto premium da marca japonesa começa a ser produzido em Sorocaba e fica posicionado entre o Etios e o Corolla

Gol desaba na Argentina, mas Volkswagen ainda é líder

Crise econômica no governo Macri afeta as vendas do carro mais vendido do nosso vizinho sul-americano

Quando o carro mata, a culpa pode ser nossa

Nem sempre o veículo, a estrada ou a sinalização das ruas são os responsáveis pelos acidentes. Veja o que você pode fazer para dirigir [...]
Ver mais