Economia

Arsesp reajustará margens das tarifas da Comgás em 2,55%

As tarifas da Companhia de Gás de São Paulo (Comgás) serão reajustadas, de acordo com deliberação da Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) publicada no Diário Oficial do Estado.

As margens serão reajustadas em 2,55%, correspondente à aplicação do IGP-M (3,37%) e do Fator X de Eficiência (-0,82%), e o custo do gás será atualizado para os todos os segmentos de consumo (residencial, comercial, industrial e GNV, entre outros).

No segmento residencial, a variação é entre 2,6% a 7,8%. Para os comércios, será de 6,1% a 11,8%. Na indústria, as variações são entre 11,8% e 18,9%, e do Gás Natural Veicular (GNV), aplicado para as postos de combustíveis, será de 6,3%.

“O ajuste determinado pela Arsesp é resultado do alinhamento do custo de gás, que acompanha os aumentos do custo do petróleo, que é a base para os preços do gás natural. Estes reajustes ocorrem depois de duas reduções consecutivas das tarifas da Comgás, ocorridas em maio e outubro de 2016”, informou a empresa, em nota enviada à imprensa.

Sobre as reduções, a Comgás lembra que em maio de 2016 foi de mais de 20% para o segmento industrial e em outubro de mais de 10%. “As tarifas atuais para o segmento industrial, mesmo com este reajuste, são 14% menores que as vigentes em maio de 2015 (todas as variações considerando o consumo acima de 1 milhão m3/mês)”, alertou a Comgás.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?