Edição nº 1078 13.07 Ver ediçõs anteriores

Argentinos vão a campo

Argentinos vão a campo

Os argentinos já deixaram os gramados da Copa do Mundo da Rússia, mas no campo do agronegócio os hermanos estão animados como nunca. Basta olhar para os números da seguradora portenha Sancor. Fundada há sete décadas, a companhia está no Brasil há cinco anos, e faturou R$ 291 milhões no ano passado. O maior crescimento tem sido no agronegócio, cujo faturamento avançou 209% nos últimos três anos. O foco tem sido na região Sul do Brasil, mas a companhia agora pretende expandir suas atividades para o interior paulista. Segundo Leandro Poretti, diretor-geral da companhia no Brasil, a seguradora deve iniciar as atividades em breve na região de Ribeirão Preto.

(Nota publicada na Edição 1077 da Revista Dinheiro, com colaboração de: Claudio Gradilone, Luana Meneghetti e Pedro Arbex)


Mais posts

Multiplus troca praia pela neve

O brasileiro nunca viajou tanto. Com milhas. É o que garante o executivo Roberto Medeiros, presidente do programa de fidelidade [...]

A força da terceira idade

O envelhecimento da população brasileira está criando novas frentes de negócios, especialmente de serviços voltados ao mercado sênior. [...]

Na Rússia, derrota em campo, vitória no comércio

Para o Brasil, nem só más lembranças ficarão da Rússia neste mês. Enquanto os torcedores amargavam a derrota da seleção de futebol em [...]

O crédito engata a primeira

Depois de cair por três anos seguidos, o crédito voltou a ganhar participação sobre o total das vendas de veículos. Segundo levantamento da Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras (Anef), 51% dos motoristas que compraram um modelo novo neste trimestre optaram pelo financiamento, enquanto 43% pagaram à vista. Os dados serão divulgados nesta semana. […]

A herdeira não dorme no ponto

A empresária mineira Marcela Constantino, neta do bilionário Nenê Constantino, fundador da Gol Linhas Aéreas, parece ter herdado a [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.