Economia

Argentina reduz tempo mínimo de permanência com títulos negociáveis para 3 dias

Crédito: Arquivo / Agência Brasil

Medidas são voltadas para o mercado de capitais, com o objetivo de "favorecer" o processo de aumentar a liquidez dos instrumentos locais. (Crédito: Arquivo / Agência Brasil)

O Ministério da Economia da Argentina anunciou nesta segunda-feira, 19, uma série de medidas voltadas para o mercado de capitais, com o objetivo de “favorecer” o processo de intermediação financeira e aumentar a liquidez dos instrumentos locais. Em nota, o governo de Alberto Fernández informou que a Comissão Nacional de Valores (CNV) reduziu para 3 dias o chamado “parking”, que é o tempo mínimo de permanência com valores mobiliários – ou seja, o período mínimo entre a compra e a venda de um título. Além disso, o país irá emitir US$ 750 milhões em dívida entre os dias 9 e 10 de novembro.

+ Argentina: plantio de milho está em 23,3% da área prevista, diz Bolsa
+ Federação de Trabalhadores de Indústrias Oleaginosas argentina paralisa atividade

De acordo com o jornal La Nación, os prazos anteriores para o “parking” eram de 5 dias para residentes no país e de 15 dias para não residentes. A partir de agora, o tempo mínimo será de 3 dias para todos.

“Em suma, esse conjunto de ações possibilitará dotar o mercado financeiro de maior previsibilidade e volume, interagindo de forma virtuosa com a geração de uma trajetória econômica consistente e sustentável”, diz o documento divulgado pelo Ministério da Economia, que é comandado por Martín Guzmán. O órgão também adiantou que o Banco Central da República da Argentina (BCRA) irá alterar regras para “promover o funcionamento de emissões locais nos mercados regulamentados argentinos”.

O Ministério destacou que tem observado uma “deterioração das expectativas” nas últimas semanas no país, mas que tem “trabalhado firmemente” no refinanciamento da dívida com órgãos multilaterais de crédito. “No processo mencionado, o diálogo com o FMI Fundo Monetário Internacional encontra-se em fase de interação construtiva”, diz outro trecho do documento.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?