Economia

Argentina: Fernández deseja fechar ‘rápido’ novo acordo com o FMI

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, afirmou nesta sexta-feira, 15, que seu governo trabalha para fechar um acordo “rápido” com o Fundo Monetário Internacional (FMI), a fim de ganhar tempo para pagar sua dívida. Durante discurso hoje em evento em Buenos Aires, ele disse que o governo discute com o Fundo “como se paga essa dívida, precisamos que os juros aplicados se reduzam, ganhar tempo e estender ao máximo os prazos de cumprimento dessa dívida”.



Nesta semana, a imprensa local chegou a informar que Fernández havia dito a empresários que o acordo com o FMI ficaria para 2022. Ele, porém, afirmou adiante em sua conta no Twitter que a notícia não era verdade e que buscava acelerar o máximo possível essa negociação. Também nos últimos dias, o ministro da Economia, Martín Guzmán, foi a Washington, para reuniões com o FMI e investidores.

Em seu discurso de hoje, Fernández ainda convocou empresários a “unir esforços e encontrar acordos na construção de uma nova sociedade”. Ele pediu colaboração para evitar mais altas nos preços – o governo busca um acordo com empresas para congelar preços de vários produtos por 90 dias. O país realiza eleição legislativa em 14 de novembro.


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?