Giro

Araújo aponta parceria de cientistas do Brasil e Israel para combate à covid-19

O presidente Jair Bolsonaro compartilhou em suas redes sociais nesta segunda-feira (8) um vídeo no qual o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirma que, em breve, irá começar a formação de uma rede entre cientistas brasileiros e israelenses para tratar do combate à covid-19.

Ao lado do secretário de Pesquisa e Formação Científica do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI), Marcelo Morales, e do secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Hélio Angotti Net, o chanceler brasileiro afirma que a reunião com o Instituto Weizmann “é um resultado muito importante na área do combate à covid da Saúde”. Segundo o ministro, a curto prazo, haverá a formação de parceria entre cientistas do Brasil e de Israel “para tratar de diferentes aspectos do combate ao covid”. Já a longo prazo, Araújo apontou que ficou acertada uma cooperação em outras áreas do conhecimento, a exemplo do meio ambiente.

“É esse tipo de contato que abre portas”, afirmou Ernesto Araújo, justificando a ida a Israel. “A partir daqui, temos um processo em andamento”, apontou.

Marcelo Morales afirmou que será realizada uma reunião entre pesquisadores da Rede Vírus, do MCTI, com o Instituto Weizmann. Segundo o secretário, os assuntos abordados serão sobre “vacina, sequenciamento e novas drogas”.

De acordo com o secretário do Ministério da Saúde Hélio Angotti Neto, a perspectiva de trabalho a médio e longo prazo entre o instituto israelense e o Brasil irá envolver visitas entre os dois países de pesquisadores brasileiros e israelenses. “Nós temos todo um parque industrial da saúde para ser desenvolvido e aprimorado, temos uma rede de pesquisadores para integrar com eles Instituto Weizmann, e eles nos receberam de portas abertas com toda a experiência de know-how que eles têm de transferência tecnológica e toda essa vontade de fazer esse intercâmbio acadêmico”, afirmou Angotti Neto.

No vídeo, Araújo ainda confirmou que, nesta segunda-feira, haverá uma reunião com o Centro Médico Sourasky, conhecido como Hospital Ichilov, que está desenvolvendo o tratamento de spray nasal contra a covid-19. “Vamos ver como está o desenvolvimento e como o Brasil pode estar junto no desenvolvimento muito promissor deste medicamento”, comentou.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel