Agronegócio

Aprosoja Brasil se diz contrária à taxação de 15% sobre as exportações do milho

São Paulo, 28 – A Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil) divulgou nesta sexta-feira um comunicado no qual se opõe ao Projeto de Lei 2.814/2021, que tramita na Câmara dos Deputados e prevê a taxação de 15% sobre a exportação de milho até 31 de dezembro de 2022.

Segundo a entidade, a autora da proposta, a deputada federal Soraya Manato (PSL/ES), não leva em consideração o aumento nos custos de produção do setor, exemplificado na alta nos preços para os fertilizantes e defensivos agrícolas.



A Aprosoja argumenta, ainda, que o projeto desconsidera a estiagem prolongada que afeta a Região Sul do País.

O comunicado pede aos parlamentares das Comissões de Agricultura, de Finanças e de Constituição e Justiça, que ainda devem analisar o texto, rejeitem a proposta e que, “ao invés de tributar os produtores, se debrucem sobre soluções para minimizar os prejuízos causados pela seca nas lavouras”.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia