Economia

Appy diz acreditar que há ambiente político para aprovação da reforma tributária

O ambiente político para aprovação de uma reforma tributária com unificação de impostos sobre o consumo e eliminação do ICMS nunca foi tão favorável. A avaliação é do economista Bernard Appy, diretor do Centro de Cidadania Fiscal (CCiF) e idealizador de uma das propostas de reforma em tramitação no Congresso Nacional.

“Pela primeira vez desde a Constituinte nós temos 27 secretários da Fazenda dos Estados que apoiam uma reforma onde o imposto seja cobrado no destino e se elimine o ICMS. Acho que o ambiente político é favorável”, disse, em live organizada pela In Press Oficina.

O economista afirmou achar importante que o governo federal participe mais da discussão sobre a reforma tributária que será implementada no País.

Appy também disse ser favorável à ampliação do escopo da reforma, num projeto que não considere apenas a tributação sobre o consumo, mas afirmou qualquer modificação no modelo de tributação de renda, patrimônio ou folha de pagamento tem de ser “muito bem feito.”

De acordo com o economista, o ideal seria conseguir baixar as alíquotas de tributação nas empresas e passar a tributar na distribuição, integrando esse processo ao Imposto de Renda.

Appy disse, também, que o mais importante seria conseguir reduzir a tributação sobre a folha de pagamento, considerada pelo economista “completamente injustificável.”

Veja também

+ Bolsonaro posta foto com filha e rebate crítica: “Já tomou Caracu hoje?”

+ Faça em casa receita de pudim com milho e leite condensado

+ Ex-capa da Playboy é presa acusada de tráfico de drogas em rede de prostituição

+ Com bumbum à mostra, Ivy Moraes filosofa no Instagram

+ Saiba por que as farmacêuticas vêm testar vacinas no Brasil

+ Namorada de Marco Verratti exibe fotos sensuais

+ Lívia Andrade posa de fio dental

+ Auxílio emergencial: Caixa credita hoje parcela para nascidos em janeiro

+ Google permite ver animais em 3D com realidade aumentada

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?