Política

Após decisão do Twitter, Facebook e Instagram também removem posts de Bolsonaro

Crédito:  José Cruz/Agência Brasil

Atitudes e falas de Bolsonaro vão na contramão do que o próprio governo decide sobre combate ao coronavírus (Crédito: José Cruz/Agência Brasil)


Após o Twitter remover duas publicações feitas na conta do presidente Jair Bolsonaro no domingo, dia 29, o Facebook fez o mesmo nesta segunda-feira, 30. A medida também afeta publicações feitas na conta do Instagram, que pertence à empresa de Mark Zuckerberg.

Assim como no caso do Twitter, foram retiradas do ar postagens que mostravam o passeio de Bolsonaro a regiões do Distrito Federal no domingo, apesar da pandemia do novo coronavírus. Na ocasião, ele conversou com apoiadores e vendedores de rua e defendeu a reabertura do comércio, contrariando a orientação explícita de órgãos como a Organização Mundial da Saúde (OMS).

+ Após decisão do Twitter, Facebook e Instagram também removem posts de Bolsonaro
+ Governo federal avalia flexibilizar cumprimento de 200 dias letivos nas escolas

O motivo para a exclusão do conteúdo é a violação das normas da rede social. “Removemos conteúdo no Facebook e Instagram que viole nossos Padrões da Comunidade, que não permitem desinformação que possa causar danos reais às pessoas”, informou a empresa por meio de nota.

Segundo apurou o Estadão/Broadcast Político com fontes próximas à empresa, a decisão foi feita pelo time de análise de conteúdo no exterior, que dialogou bastante com a equipe da rede social no País para entender o contexto das publicações. A remoção dos conteúdos foi feita após uma denúncia de irregularidades – algo que qualquer usuário pode fazer na rede social -, não tendo partido de uma postura proativa da empresa.