Giro

Após ataque cibernético, TRF3 suspende prazos dos processos

Crédito: Pexels

Ataque cibernético atinge a Justiça federal (Crédito: Pexels )



Em razão do ataque cibernético ocorrido nesta quarta-feira (30) e dos indispensáveis procedimentos de segurança para que os serviços da Justiça Federal da 3ª Região sejam restabelecidos, a presidente do TRF3, desembargadora federal Marisa Santos, determinou, nesta sexta-feira (1º), a suspensão dos prazos de processos físicos e eletrônicos, no período de 4 a 12 de abril, e prorrogação para o próximo dia útil subsequente, no TRF3 e nas Seções Judiciárias de São Paulo e Mato Grosso do Sul.

+ Ataque cibernético deixa site e sistemas do Sebrae fora do ar

As portarias suspendem também o atendimento ao público externo, assim como autorizam a realização do trabalho não presencial no período.

O TRF3 e as Seções Judiciárias de São Paulo e Mato Grosso do Sul permanecem em regime de Plantão Judiciário, para conhecimento de pedidos, ações, procedimentos e medidas de urgência destinadas a evitar perecimento de direitos ou assegurar a liberdade de locomoção.




Até que haja o restabelecimento dos sistemas, serviços como emissão de certidões e consulta aos processos não podem ser realizados.

De acordo com nota divulgada pela assessoria de imprensa do tribunal, as diligências efetuadas pela secretaria de tecnologia da informação possibilitaram a identificação do tipo de ataque sofrido e a definição da estratégia a ser seguida na apuração dos fatos e na restauração progressiva da infraestrutura tecnológica do Tribunal. A Polícia Federal está investigando o caso. Ainda não há previsão quanto ao restabelecimento dos serviços.