Economia

Apesar de chuvas reduzirem clientela, varejo vê expansão no início de 2017

As chuvas acima da média em janeiro em São Paulo afetaram o fluxo de clientes nas lojas do varejo, mas ainda assim o setor vê um cenário melhor que o de 2016. O varejo de vestuário considera que a primeira quinzena de 2017 foi positiva para as vendas. Segundo Edmundo Lima, diretor da Associação Brasileira de Varejo Têxtil, a dificuldade de locomoção causada pelas chuvas em São Paulo é um fator preocupante.

Levantamento da empresa de monitoramento de fluxo Virtual Gate aponta que o movimento de clientes no varejo se enfraqueceu na região Sudeste a partir do fim da segunda semana de janeiro deste ano, período que coincidiu com chuvas mais intensas em São Paulo.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?