Edição nº 1100 14.12 Ver ediçõs anteriores

Aos 85 anos, Lalou Bize-Leroy é a grande dama da Borgonha

Aos 85 anos, Lalou Bize-Leroy é a grande dama da Borgonha

Há duas unanimidades sobre Lalou Bize-Leroy, que pode ser chamada da grande dama da Borgonha. A primeira diz respeito a seu gênio, dificílimo. A segunda é a sua competência em elaborar alguns dos melhores vinhos da Borgonha: seus brancos e tintos da Domaine Leroy estão entre os mais cobiçados entre os apreciadores e atingem preços estratosféricos.

A história de sua saída da Domaine de La Romanée-Conti (DRC) ilustra bem estas duas facetas da personalidade de Lalou. A DRC pertence a duas famílias, a Villaine e a Leroy, com gestão compartilhada. Desde 1974, ela e Aubert de Villaine eram os co-gerentes da vinícola. Em 1992, Lalou foi destituída desta função, numa ação que contou com o apoio de sua irmã Pauline Roch-Leroy (cada uma detém 25% da vinícola, e os 50% restantes são da família Villaine). Na época, entre as alegações para sua saída é que a Leroy, que tinha os direitos de comercializar os vinhos da Romanée-Conti para alguns mercados asiáticos, havia comprado vinhedos em Richebourg e estava fazendo concorrência direta à vinícola que ela co-dirigia. Havia, assim, um conflito de interesses.

A saída da DRC foi boa para os vinhos da Domaine Leroy, já que Lalou passou a ter mais tempo para os 22 hectares de vinhedos, cultivados de acordo com a filosofia biodinâmica. Em suas declarações, ela não raro afirma que a pinot noir é uma uva que só mostra o seu potencial na Borgonha, e que o trabalho dos produtores é respeitar as vinhas. No Brasil, seus vinhos são importados com exclusividade pela Castel Studio, de Jerome Dumora.

Tópicos

Borgonha Vinho

Mais posts

Pão de Açúcar aposta (mais) forte nos vinhos

Inaugurada nesta semana na rua Augusta, em São Paulo, a primeira unidade da Adega Pão de Açúcar foca apenas em bebidas alcoólicas e [...]

Leilão de 159 anos e o brasileiro que pagou 10 mil euros por duas garrafas

Na plateia, um brasileiro deve chamar a atenção: Alaor Pereira Lino que atraiu todas as atenções ao se oferecer a pagar mais 10 mil [...]

Dia 11 de novembro é data para abrir as ânforas

O enólogo português Pedro Ribeiro, das vinícolas alentejanas Herdade do Rocim e do Bojador, assumiu, definitivamente, a bandeira dos [...]

Os barolos e os tartufos, no cardápio do La Tambouille

Novembro é época de tartufo bianco (as trufas brancas) no Piemonte, região ao norte da Itália. Aromática e perfumada, a iguaria, prima [...]

Ibravin se posiciona contra alta de impostos para vinhos importados

O deputado federal gaúcho Jerônimo Goergen (PP-RS) apresentou, nesta terça-feira, projeto de lei na Câmara dos Deputados que aumenta em [...]
Ver mais
X

Copyright © 2018 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.