Giro

Anvisa rejeita solicitação do Ministério da Saúde para importação da Covaxin

A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) rejeitou nesta quarta-feira, 31, a solicitação do Ministério da Saúde para autorização excepcional e temporária para importação e distribuição da vacina Covaxin/BBV152, produzida pela Bharat Biotech, da Índia.

“Os dados apresentados não fornecem informações para sabermos a qualidade e eficácia da vacina. Não conseguiu demonstrar que o produto cumpriu o requisito de lei. O importador não apresentou todos os documentos necessários”, explicou o relator Alex Machado Campos, diretor da Anvisa.

Na terça-feira, 30, a agência já havia indeferido o pedido de certificação das fábricas do laboratório Bharat Biotech, na Índia. Os diretores reforçaram que a equipe da Anvisa enviada para o país da farmacêutica identificou inconformidades no processo de fabricação e que pelos dados apresentados aceitar a Covaxin neste momento seria um risco.

O Ministério da Saúde tem um contrato para aquisição de 20 milhões de doses da Covaxin, imunizante contra covid-19 que apresentou 80,6% de eficácia na prevenção de casos sintomáticos da doença, segundo dados preliminares.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago