Ciência

Anvisa recebe pedido de uso emergencial de vacina contra Covid da Sinopharm

Crédito: REUTERS/Sebastian Castaneda

Profissional de saúde prepara dose da vacina da Sinopharm contra Covid-19, em Lima, Peru (Crédito: REUTERS/Sebastian Castaneda)

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) – A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou nesta segunda-feira que recebeu pedido de uso emergencial para a vacina contra Covid-19 do laboratório chinês Sinopharm.

De acordo com o órgão regulador, o pedido foi feito pela empresa brasileira Blau Farmacêutica, que representa a vacina do laboratório chinês no Brasil.

+ CPI volta na próxima semana com foco em investigação sobre compra de vacinas



+ São Paulo suspende vacinação de pessoas com 28 anos nesta segunda

“As primeiras 24 horas serão utilizadas para fazer uma triagem do processo e verificar se os documentos necessários para avaliação estão disponíveis. Se houver informações importantes faltando, a Anvisa pode solicitar as informações adicionais ao laboratório”, disse a agência em nota.

A vacina contra Covid-19 da Sinopharm usa a tecnologia de vírus inativado e é aplicada em duas doses, com intervalo de três a quatro semanas entre elas.

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6P13G-BASEIMAGE

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago