Giro

Anonymous afirma que vazou dados do Parler e sites de direita

Crédito: AFP/Arquivos

Logo da rede social Parler na tela de um celular (Crédito: AFP/Arquivos)

O Anonymous, grupo hackativista famoso por expor dados de organizações públicas e privadas, disponibilizou uma base de dados de 180 GB em arquivo torrent de sites e grupos de direita. Segundo informaram, o arquivo contém mensagens privadas, e-mails, posts e dados pessoais de usuários de sites e aplicativos hospedados no Epik, como a mídia social Parler, uma espécie de Facebook da direita mais radical.

No Parler estão figuras conservadoras, como ex-presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, além do presidente Jair Bolsonaro. A Epik ficou famosa exatamente por hospedar sites considerados “problemáticos” pela comunidade digital, isso porque são domínios conhecidos por disseminar fake news, conteúdos de ódio ou ilegais. São sites como o já mencionado Parler, 8Chan, Gab, entre outros.

+ Turistas da SpaceX falaram com Tom Cruise no espaço

Segundo o portal Ars Tecnica, o Anonymous afirmou que o conjunto de dados vazado contém “tudo que é necessário para traçar a propriedade e administração do lado fascista da internet, que eludiu pesquisadores, ativistas e, bem, praticamente todo mundo”.



A Epik alega que não houve invasão aos seus servidores e que estão investigando a alegação do grupo.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km