Geral

Anatel descobre malware instalado em aparelhos de TV Box

Crédito: Divulgação/Anatel

Os programas maliciosos podem dar acesso a documentos e fotos de aparelhos que compartilhem a mesma rede wi-fi  (Crédito: Divulgação/Anatel)



A Agência Nacional das Telecomunicações (Anatel) informou nesta quarta-feira (22) que modelos de TV Boxes não homologados, aparelhos utilizados para desbloquear canais fechados e programações no streaming, possuem malwares instalados.

O trabalho foi feito por meio de engenharia reversa e descobriu que os programas maliciosos podem dar acesso aos criminosos até mesmo a documentos e fotos de aparelhos que compartilhem a mesma rede wi-fi. 

+Governador da Bahia diz que não haverá Carnaval no Estado

“Nos testes realizados, a Anatel utilizou equipamentos de TV box disponíveis em centros de comércio popular e em marketplaces, de modo a garantir que os dispositivos analisados estivessem nas mesmas condições experimentadas pelo usuário quando adquire um equipamento desse tipo. Os testes tiveram suporte de peritos forenses e foram realizados por técnicos da Agência utilizando infraestrutura residencial nas mesmas condições que o consumidor final. Esses testes ainda continuarão a ser realizados, abrangendo outros modelos de TV box”, disse o órgão, em nota. 




Os técnicos também explicaram que essa invasão acontece via ataques de negação de serviço (DoS, do inglês Denial of Service) contra outro sistema conectado em rede. “Havendo infraestrutura que permitisse o controle simultâneo de várias TV boxes, seria possível viabilizar esses ataques, com potencial para causar prejuízos a instituições públicas e privadas que utilizam redes de telecomunicações”, apontou.

A agência reforça que o consumidor só compre aparelhos homologados por ela, que a comercialização ou utilização de equipamentos que prometem desbloquear serviços de streaming, canais fechados ou pay-per-view é crime, e sua punição pode ser uma advertência ou o pagamento de multa.