Tecnologia

América Latina dos Flintstones

Crédito: Divulgação

Se alguém tinha dúvidas de que a América Latina ficaria escanteada na modernização das fábricas para produção de carros elétricos, o CEO do Grupo Volkswagen, Herbert Diess, deixou as coisas bem claras. “Na América Latina, por exemplo, os carros elétricos provavelmente não serão a solução para as mudanças climáticas, por isso o caminho natural nessa região é usar biocombustíveis neutros em CO2, que ainda são motores à combustão”, afirmou o executivo à CNN Business.

A montadora alemã planeja que pelo menos 50% de suas vendas de veículos em 2030 sejam de modelos elétricos. “É por isso que não dizemos que terminaremos a produção de carros com motor à combustão interna tão cedo porque precisaremos deles em algumas partes do mundo. A eletrificação não é a solução em todos os lugares”, disse Diess. Resta saber as consequências para a região, com América do Norte, Europa e Ásia acelerando para os carros elétricos.

(Nota publicada na edição 1239 da Revista Dinheiro)