Tecnologia

Amazon suspende envio de itens de comerciantes independentes para seus armazéns

Crédito: Divulgação

Segundo a Amazon, apenas o produtos que já estão no caminho para os seus depósitos serão aceitos (Crédito: Divulgação)

A Amazon não vai mais receber em seus armazéns, por três semanas, itens de comerciantes independentes que não sejam suprimentos médicos ou produtos de “alta demanda”.

A decisão, que segue até 5 de abril, segundo empresa informou ao jornal The Independent, tem como objetivo priorizar produtos relacionados ao combate ao avanço da pandemia de coronavírus. No entanto, não foi revelado se a medida é apenas para o Reino Unido, Europa ou todo o mundo.

+ Amazon aumenta salários e contrata milhares para enfrentar efeitos do coronavirus
+ Centro de Biotecnologia quer criar novo polo industrial no Amazonas 

O site online percebeu uma expansão na demanda das pessoas, no seu sistema, por produtos relacionados a limpeza e outros itens para evitar a contaminação com o coronavírus.



Segundo a Amazon, apenas o produtos que já estão no caminho para os seus depósitos serão aceitos.

Recentemente, a companhia informou que vai reforçar seu quadro de funcionários nos Estados Unidos em 100 mil novas posições.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel