Tecnologia

Amazon, símbolo da nova economia, não convence investidor

Na passagem do Mitch digital pela América, ninguém foi poupado. Nem mesmo a Amazon, de Jeff Bezos, um dos símbolos da Nova Economia. A Amazon, líder em vendas de livros e CDs na rede, continua com seu impressionante banco de clientes, US$ 1 bilhão em caixa e vendas em expansão. Mas, como a maioria das pontocom, está longe de fechar as contas no fim do mês. Nos últimos meses, os papéis da empresa estabilizaram-se nos US$ 40. Na última semana, para piorar as coisas, um documento da consultoria Lehman Brothers desaconselhava a compra de papéis da Amazon. Os analistas olharam a empresa pelos moldes tradicionais, e descobriram que quanto mais a Amazon vender, mais vai perder dinheiro. Foi um golpe quase fatal. Em um dia, o valor das ações despencou 19%. Fica a pergunta: se o modelo de negócio da Amazon não convence o mercado, quem convencerá?




Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto