Tecnologia

Amazon investe em ‘Netflix para games’

Segundo informações do Business Insider, companhia de Jeff Bezos já está em contato com as maiores desenvolvedoras de games; projeto deve sair em 2020

Amazon investe em ‘Netflix para games’

A Amazon está investindo no desenvolvimento de uma plataforma de streaming para games. Segundo informações do Business Insider, o novo produto será semelhante ao PlayStation Now, da Sony, onde os usuários pagam pelos jogos no mesmo modelo praticado pelos streamings de filmes e séries, como a Netflix e o Prime Video, da própria Amazon.

A companhia de Jeff Bezos já está em contato com as maiores desenvolvedoras de jogos, divulgou o site. A previsão é que o novo serviço, ainda não confirmado oficialmente, seja lançado até 2020.

Apesar de manter o mistério, a abertura de diversas vagas de trabalho na empresa em áreas relacionadas a game, como uma para engenheiro de plataformas de jogos, indica o movimento da Amazon neste mercado.

O desenvolvimento tecnológico é um diferencial. A Amazon é uma das poucas companhias com uma infraestrutura de armazenamento em nuvem em pleno funcionamento, um tipo de ferramenta necessário para o desenvolvimento de streaming de jogos.

Jeff Bezos não é o único de olho neste novo campo. Desde o último ano, Microsoft e Google também desenvolvem projetos para armazenamento em nuvens visando o seu uso em streaming de games.

 

 

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel