Amazon e Tesla na mira

Amazon e Tesla na mira

Nem todas as empresas da cadeia automobilística estão enxugando lágrimas. O executivo Augusto Ribeiro Junior, CEO da Maxion Structural Components, divisão de chassis e componentes da gaúcha Iochpe-Maxion, maior fabricante de rodas automotivas do mundo, começou o ano cheio de novos projetos.

As duas maiores apostas da companhia para 2021 são nada menos do que Amazon e Tesla. No caso da empresa de Jeff Bezos, o acordo prevê o fornecimento de peças para a construção de uma frota de 100 mil carros elétricos da Rivian, no estado de Illinois, responsável pela fornecimento de veículos da Amazon nos Estados Unidos.

Já o potencial contrato com a gigante de Ellon Musk, ainda em fase de concorrência, será voltado para o fornecimento desde parafusos até chassis e longarinas.

(Nota publicada na edição 1207 da Revista Dinheiro)



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km


Sobre o autor

Hugo Cilo é editor de negócios da Revista DINHEIRO


Mais colunas e blogs


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2021 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.