Tecnologia

Amazon deixará de promover produtos que não geram lucro

Em e-mail enviado para fornecedores, a Amazon esclareceu que os produtos que não trazem lucro para a empresa devem baixar os custos de produção

Amazon deixará de promover produtos que não geram lucro

Foto tomada em 11 de novembro de 2014, mostra o logotipo da Amazon gigante americana do varejista em linha no centro da logística de Brieselang, a oeste de Berlim - AFP/Arquivos

Analistas de mercado preveem que as vendas da Amazon irão diminuir de ritmo neste ano. Segundo o eMarketer, a projeção para 2019 é de um aumento de vendas de 19,8%, queda ante o ritmo do ano anterior, que foi de 22,4%. A perspectiva de desaceleração pode ter feito com que o e-commerce tomasse algumas medidas, e nos últimos dias, vem enviando um e-mail a seus fornecedores anunciando que irá parar de anunciar e promover produtos que não trazem lucros para a empresa.

“Um de seus produtos não se qualifica mais como apto para propagandas, pois suas vendas na Amazon.com atualmente resultam em perdas para a empresa”, segundo mensagem obtida pela CNBC, enviada para um fornecedor da companhia. A mensagem ainda diz que a marca precisa baixar o custo de produção do artigo para que ele possa se tornar apto e receber publicidade novamente.

Em resposta ao portal americano, a Amazon justificou a ação com um comunicado: “Como todos os varejistas, a Amazon decide quais produtos vender e promover em nossas lojas baseados em uma série de fatores, como relevância, disponibilidade, lucros e outras questões”.