Edição nº 1146 11.11 Ver ediçõs anteriores

Ama de cara nova

Ama de cara nova

Números da Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas) e da Associação Brasileira do Alumínio apontam que mais de 97% das latas de alumínio para bebida são recicladas no País. Claramente, a logística reversa de metais funciona de forma exemplar. Pensando nisso, a Cervejaria Ambev decidiu lançar uma versão de sua água mineral Ama em lata de alumínio. “Mais uma vez, colocamos a sustentabilidade como um pilar central do nosso negócio. Ter a AMA em lata é mais um passo na direção de unir as pessoas por um futuro melhor”, diz Richard Lee, head de sustentabilidade da Ambev. Lançada em 2017, a água AMA já arrecadou mais de R$ 3,5 milhões de lucro. O valor foi integralmente revertido para 31 projetos de acesso à água potável, na região do semiárido brasileiro, beneficiando mais de 29 mil pessoas. O objetivo é ter, ao fim de 2019, 50 projetos e 43 mil pessoas beneficiadas.

(Nota publicada na Edição 1145 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Vítimas de Mariana continuam sem lar definitivo

Quatro anos após o desastre que destruiu a região de Mariana (MG), as vítimas ainda aguardam uma casa nova. O prazo para que a Fundação [...]

O preço do impacto das “moedas da sorte” nas Cataratas do Iguaçu

Um gesto tradicional de turistas que visitam as Cataratas do Iguaçu está saindo caro para o equilíbrio da natureza. É que os visitantes [...]

Amazônia sustentável

Chegou ao fim a primeira fase do projeto de educação ambiental em comunidades ribeirinhas e indígenas da Amazônia, numa parceria da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) com as Lojas Americanas. Um dos objetivos da ação foi desenvolver boas práticas em gestão de resíduos sólidos. Em pouco mais de um ano, o projeto coletou cerca de uma […]

A salvação do mico-leão-dourado

Uma das principais espécies da fauna brasileira, o mico-leão-dourado resiste à extinção há décadas. Com a população estimada em apenas [...]

Inglês para todos

Segundo um estudo do British Consul e do Instituto de Pesquisa Data Popular, apenas 5% da população brasileira fala inglês. É pouco, se [...]
Ver mais