Economia

Alshop espera contratação de 32 mil pessoas em shoppings da Grande SP

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Esta medida do governo do Estado permitirá que os shoppings ampliem o período de atividades, o que na prática deverá demandar mais trabalhadores nas lojas (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

A Alshop realizou uma pesquisa com os lojistas associados e apresentou estimativa de contratação de 32 mil pessoas na Grande São Paulo com a flexibilização da quarentena em São Paulo, segundo o Uol.

Esta medida do governo do Estado permitirá que os shoppings ampliem o período de atividades, o que na prática deverá demandar mais trabalhadores nas lojas.

+ GDF amplia horário de funcionamento do comércio e de shoppings
+ Em reunião com governo de SP, Alshop pede abertura dos shoppings por 12 horas diárias 

Serão, ao todo, 12 horas de funcionamento, entre 10h e 22h. A expectativa positiva dos empresários que mantêm seus negócios nos shoppings também considera a retomada da normalidade nos fins de semana.

Com a flexibilização da quarentena, os empreendimentos voltarão a atender os consumidores da Grande São Paulo entre 12h e 20h aos sábados e domingos.

Porém, Nabil Sahyoun, presidente da Alshop, destacou para o Uol que a contratação de 32 mil pessoas não chegará perto do número de funcionários que foram dispensados durante a pandemia do coronavírus.

Segundo o representante da entidade, esse contingente de futuros contratados representará, aproximadamente, 25% do total de desligados durante o isolamento na região.

 

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel