Finanças

Alívio comercial conduz ouro a quedas na sessão e na semana

O ouro encerrou a sessão desta sexta-feira em queda, diante de mais sinais de alívio das tensões comerciais entre Estados Unidos e China, que levaram também ao metal a encerrar a semana em baixa.

Na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), a onça-troy do metal para dezembro caiu para US$ 1.515,50. A baixa na sessão foi de 0,66%. Na semana, a perda acumulada foi de 0,91%.

A semana se encerra menos tensa do ponto de vista comercial. Um dia depois de a China informar que haverá reunião em outubro para discutir a questão comercial, os Estados Unidos confirmaram um encontro prévio de segundo escalão já agora em setembro, além do de alto escalão no mês que vem.

Além disso, apesar de dados mais fracos que o previsto da indústria e de empregos nos Estados Unidos, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, descartou a chance de recessão no país, o que provocou uma queda adicional do ouro. “Não estamos projetando nem esperando uma recessão”, afirmou ele, em evento na Suíça. Fonte: Dow Jones Newswires.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

mercado de ouro