Economia

Alimentação e Transportes respondem juntos por 70% do IPCA de outubro, diz IBGE

As despesas das famílias brasileiras com alimentação e transportes foram as que mais pesaram na inflação do mês de outubro, segundo os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Responsáveis por uma fatia de aproximadamente 43% do IPCA, os grupos Alimentação e bebidas e Transportes saíram de altas de preços de 0,10% e 1,69%, respectivamente, em setembro, para avanços de 0,59% e 0,92% em outubro.

Os Transportes contribuíram com 0,17 ponto porcentual para a inflação, enquanto Alimentos deram mais 0,15 ponto porcentual de contribuição. Somados, os dois grupos foram responsáveis por 70% do IPCA do mês.

“Esses foram os dois grupos que mais impactaram em outubro, respondendo por cerca de dois terços do IPCA”, observou Fernando Gonçalves, gerente na Coordenação de Índices de Preços do IBGE.

Os demais grupos também tiveram altas de preços em outubro: Habitação (0,14%), Artigos de residência (0,76%), Vestuário (0,33%), Saúde e cuidados pessoais (0,27%), Despesas pessoais (0,25%), Educação (0,04%) e Comunicação (0,02%).

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel