Mundo

Aliado de Trump diz que Turquia pagará caro por ofensiva na Síria

Aliado de Trump diz que Turquia pagará caro por ofensiva na Síria

Lindsey Graham, senador republicano muito influente e aliado do presidente Donald Trump - AFP/Arquivos

O Congresso dos Estados Unidos fará a Turquia “pagar muito caro” por sua ofensiva contra os curdos da Síria – afirmou nesta quarta-feira (9) o influente senador republicano Lindsey Graham, aliado de Donald Trump, o que não o impede de criticar políticas do presidente.

“Orem por nossos aliados curdos que foram descaradamente abandonados pelo governo Trump”, tuitou o senador.

“Vou direcionar esforços no Congresso para fazer Erdogan pagar caro”, afirmou, referindo-se ao presidente turco, Recep Tayyip Erdogan.

O líder turco declarou uma ofensiva contra os combatentes curdos aliados dos Estados Unidos e que controlam o nordeste da Síria, após uma conversa por telefone com Trump no último domingo. O presidente americanos prometeu retirar suas tropas, as quais vêm servindo como amortecedor para as tensões na área.

“Peço ao presidente Trump que mude de rumo, enquanto ainda há tempo, voltando ao conceito de zona segura, que estava funcionando”, insistiu Graham, que também fez as mesmas declarações no “Fox and Friends”, um dos programas de televisão favoritos da televisão americana e de viés republicano.

As forças curdas lideraram a luta contra o grupo extremista Estado Islâmico (EI), mas Erdogan os vincula a militantes separatistas em seu país, chamando-os de terroristas.

Divergindo de muitos republicanos, Trump pede menos envolvimento militar dos Estados Unidos no exterior e diz que as tropas americanas já completaram sua missão na Síria no combate ao EI.