Geral

Além de Clooney: outras celebridades empreendedoras de sucesso

Mesmo sem estrelar um filme no último ano, Clooney foi o ator mais bem pago do mundo por conta da venda de sua marca de tequila, a Casamigos

Crédito: Wikimedia Commons/ Reprodução

Tente se lembrar do último grande filme de George Clooney. Talvez mais fácil que isso seja lembrar de suas propagandas para a marca de cápsulas de café Nespresso. Apesar da carreira de ator de Clooney não andar muito agitada, o mesmo não pode se dizer em relação a sua atuação como empresário.

Na mais recente edição da famosa lista da Forbes de atores mais bem pagos do mundo, o ator apareceu na primeira posição da lista com um faturamento de U$ 239 milhões, quase o dobro do segundo lugar, Dwayne “The Rock” Johnson, com faturamento de U$ 124 milhões entre julho de 2017 e julho de 2018.

Mas enquanto o segundo está a todo momento estrelando filmes, o primeiro está longe dos longa metragens desde 2016. O faturamento de Clooney é explicado por outra área: a de bebidas.

Em 2013, o ator junto com dois outros sócios fundaram a Tequila Casamigos. Em 2017, a marca foi adquirida pela gigante do setor, Diageo, por US$ 1 bilhão, o que representou US$ 233 milhões para Clooney, que não precisou decorar uma fala para se tornar o ator que mais faturou no último ano.

Na esteira do faturamento recorde do ator, trouxemos outras celebridades que foram além da profissão que os fizeram famosos e se tornaram empresários de sucesso – ao ponto de seu faturamento na profissão “alternativa” ter ultrapassado sua vocação inicial.

Kobe Bryant

Wikimedia Commons/ Reprodução

O astro dos Lakers se aposentou com um faturamento total ao longo de sua carreira da NBA de U$ 680 milhões. Porém, mesmo fora das quadras, Kobe continuou os investimentos. Seu grande case foi a BodyArmor, empresa que produz isotônicos e que tem como grande garoto propaganda Bryant.

O ex-jogador investiu US$ 6 milhões na marca há quatro anos, hoje esse dinheiro se tornou US$ 200 milhões. Além disso, a Coca-Cola comprou uma parte da empresa e tem planos de expandi-la para rivalizar com a Gatorade, hoje líder do mercado e controlada pela rival Pepsico.

Bruno Gagliasso e Giovanna Ewbank

Istoé/Reprodução

Os dois são o power couple empreendedor do Brasil. Juntos, os dois se tornaram um casal queridinho das agências de publicidades, além de serem donos de uma série de empreendimentos: uma pousada em Fernando de Noronha, point de nove entre 10 celebridades que visitam o arquipélago. São sócios da rede de hamburgeria Burger Joint, uma pizzaria, um restaurante de comida orgânica e uma marca de artigos de decoração. Nos esportes, foram fundadores do evento Fight2Nite, de MMA, além de uma academia de crossfit no Rio de Janeiro.

Jessica Alba

Wikimedia Commons/ Reprodução

Assim como George Clooney, Jessica Alba é outra figura de Hollywood há tempos longe das telas. Mas fora delas, fundou a The Honest Company, empresa de cosméticos, artigos de limpeza e produtos de beleza que prega o consumo ético. Em 2016, a empresa atingiu valor de mercado de US$ 1 bilhão em um momento em que a proposta da marca ainda era inédita.

Em 2017 a empresa enfrentou problemas por conta de uma crescente concorrência, não conseguindo aumentar suas vendas. Após período de estabilização, ela se manteve pouco abaixo de US$ 1 bilhão de valor de mercado

Jay-Z

Wikimedia Commons/ Reprodução

Não bastasse ser um dos maiores rappers de sua geração, Jay-Z criou um verdadeiro império ao ponto de ter que abrir mão de um de seus negócios para poder manter outro. Quando o time de basquete Nets se mudou para o Brooklyn, o artista se tornou um dos donos da equipe, porém como tinha (e tem até hoje), uma agência gerenciador da talentos, a Roc Nation – que representa Rihanna, Kevin Durant, Shakira, Jerome Boateng, Claudia Leitte e muitos outros – teve que abrir mão da equipe de basquete por conta do conflito de interesse.

Mesmo assim, o rapper ainda tem controle, além da agência, do serviço música via streaming Tidal, a gravadora Roc-A-Fella Records, um serviço de “Uber” para jatos privativos e a marca de Champagne Armand de Brignac, considerada por muitos especialistas a melhor do mundo