Geral

Alckmin confirma nomeação de José Luiz Penna para Secretaria de Cultura

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), confirmou nesta quinta-feira, 30, a nomeação do presidente nacional do PV, José Luiz Penna, como secretário de Cultura no Estado. Ele assume o lugar de José Roberto Sadek, que estava como interino desde a saída de Marcelo Araújo, em junho do ano passado, quando o então titular foi para o governo federal presidir o Instituto Brasileiro dos Museus (Ibram). Sadek foi exonerado do cargo e deixará o governo.

O governador já havia nomeado o presidente do PV de Mogi das Cruzes, Romildo Campello, para a mesma pasta no ano passado, mas recuou após a repercussão negativa da escolha, que desprezaria os critérios técnicos da área, como mostrou reportagem do jornal O Estado de S. Paulo em setembro.

Agora, ao escolher o maior dirigente do Partido Verde para o cargo, Alckmin afirmou que é “difícil” existir uma pessoa mais ligada à Cultura do que Penna. “Difícil alguém mais ligado à Cultura do que o José Luiz Penna, que é compositor, músico, é homem do cinema, toda a vida na área”, afirmou o governador, em coletiva de imprensa após lançar o edital de concessão de uma linha da CPTM e outra do Metrô, no Palácio dos Bandeirantes.

Sadek deixou o governo e vai voltar à sua atividade de professor universitário, comunicou a Secretaria de Estado da Cultura. Alckmin tentou afastar as denúncias de irregularidades que pesam sobre o então titular da pasta. Segundo uma reportagem da rádio CBN, José Roberto Sadek foi exonerado após a repercussão do fim da Banda Sinfônica do Estado e denúncias de que fazia contratações sem concorrência e favorecia empresas.

“Não houve nenhuma contratação irregular. Ao contrário, ele fez um trabalho de ajuste super importante, procurando fazer mais, melhor, com menos dinheiro”, disse o governador. “E o PV participa do nosso governo desde o início, sempre participou, tem uma das grandes bancadas na Assembleia Legislativa e colabora bastante”, destacou.

O governador agradeceu Sadek e disse que ele fez um “bom trabalho” no governo. Afirmou que a troca foi feita porque ele estava como interino e era preciso indicar outro nome para comandar a Secretaria. A assessoria do governo do Estado informou que a nomeação de um secretário-adjunto, cargo ocupado por Sadek até ser colocado como interino, caberá ao novo secretário.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?