Giro

Aglomerações apresentarão efeito em duas semanas

Crédito: Fernando Frazão/Agência Brasil

Aglomerações vistas nas praias do Estado ao longo do feriado serão sentidos em duas semanas, diz governo de São Paulo (Crédito: Fernando Frazão/Agência Brasil)

O governo de São Paulo declarou na quinta-feira, 9, que os impactos das aglomerações vistas nas praias do Estado ao longo do feriado serão sentidos em duas semanas. O secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, e membros do Centro de Contingência disseram que o efeito poderá “não ser tão alto”, contrariando falas que demonstraram preocupação. As aglomerações levaram o governo a montar uma operação especial com intuito de reforçar a fiscalização do cumprimento das medidas de distanciamento e higiene.

Covid-19: governo cria grupo para coordenar aquisição e distribuição de vacinas

Seis meses de pandemia: algumas certezas, muitas dúvidas

“Isso (movimento do final de semana) pode fazer com que o decréscimo de casos possa ser mais baixo até passar o efeito dessa aglomeração. Mas não acho que terá um efeito grande. Eles existem, mas não devem causar nenhum desastre”, afirmou José Osmar Medina, chefe do Centro de Contingência.

Já Doria foi mais cauteloso e afirmou que a pandemia ainda está em curso e que não é momento par reuniões. “As pessoas precisam ter consciência disso. Não temos razão para promover aglomerações.”

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel