Giro

Agente da guarda municipal do Rio mata três pessoas em bar de Vigário Geral

Um guarda municipal matou três pessoas e feriu outras três após uma discussão em um bar na favela de Vigário Geral, na zona norte do Rio. O crime aconteceu na noite desta segunda-feira, 12. O agente ainda trocou tiros com policiais militares que foram chamados para coibir a ação e também foi ferido. Em nota, a Guarda Municipal do Rio confirmou que o suspeito é um agente da corporação e informou que já foi aberto processo disciplinar. “A corporação também vai colaborar com as investigações policiais”, diz o texto.

A motivação do crime ainda está sendo investigada, mas segundo testemunhas ouvidas pela TV Globo, o guarda municipal – que não teve o nome revelado – conhecia as vítimas e teria se irritado após ser alvo de brincadeiras de alguns deles.

A Guarda Municipal do Rio não utiliza armas de fogo, mas o prefeito Eduardo Paes (PSD) já encaminhou projeto à Câmara Municipal para alterar a Lei Orgânica do município para permitir que um pequeno grupo da corporação possa portar o armamento. No Estado do Rio, apenas Mangaratiba já aprovou o uso.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago