Giro

Agência de Hollywood critica Disney em discussão quente sobre “Viúva Negra”

Agência de Hollywood critica Disney em discussão quente sobre “Viúva Negra”

Atriz Scarlett Johansson

LOS ANGELES (Reuters) – Uma das maiores agências de talento de Hollywood criticou nesta sexta-feira o estúdio da Disney em uma discussão pública e acalorada sobre a alegação da atriz Scarlett Johansson de que ela perdeu dinheiro no lançamento do seu filme “Viúva Negra”.

Bryan Lourd, co-presidente da agência Creative Arts (CAA), acusou a Disney em um comunicado de atacar o caráter da atriz e de revelar o seu salário de 20 milhões de dólares pelo filme de super-herói “em uma tentativa de usar o seu sucesso como artista e empresária como uma arma”.

Lourd, que também representa Johansson, emitiu o comunicado um dia depois de a estrela de “Viúva Negra” processar a Disney por violação de contrato ao ter lançado o filme em 9 de julho na sua plataforma de streaming ao mesmo tempo em que estava nos cinemas, reduzindo o que ela esperava receber em percentual das arrecadações de bilheteria.

Johansson, de 36 anos, uma das atrizes mais populares de Hollywood e entre as mais bem pagas, fez nove filmes da Marvel com a Disney.



A Disney respondeu nesta quinta-feira dizendo que “não havia mérito” no processo. Também revelou que Johansson havia recebido 20 milhões de dólares pelo filme e que o processo mostrava “um cruel desprezo” pelos efeitos da pandemia.

Lourd disse que a Disney “de maneira descarada e falsa acusou a senhorita Johansson de ser insensível com a pandemia global de Covid-19”.

“Os ataques diretos da Disney ao seu caráter e todo o resto que eles implicam estão abaixo dos padrões da empresa para a qual muitos de nós da comunidade criativa trabalhamos com sucesso por décadas”, acrescentou Lourd.

A Disney não respondeu imediatamente nesta sexta-feira a um pedido por comentários sobre o comunicado de Lourd.

“Viúva Negra”, a história da assassina russa que se tornou uma Vingadora, arrecadou 80 milhões de dólares na bilheteria dos EUA e do Canadá em seu fim de semana de estreia. O filme também gerou 60 milhões de dólares em compras no Disney+, disse a Disney.

(Reportagem de Jill Serjeant)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH6T1JC-BASEIMAGE

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago