Giro

Agência da UE encontra possível elo entre vacina da J&J e coágulos sanguíneos

Crédito: REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa

Vacinação contra Covid-19 (Crédito: REUTERS/Dado Ruvic/Foto ilustrativa)

Por Pushkala Aripaka

(Reuters) – A Agência Europeia de Medicamentos (EMA) disse nesta terça-feira que encontrou um possível elo entre a vacina contra Covid-19 da Johnson & Johnson e episódios de coágulos sanguíneos raros em adultos que receberam a vacina nos Estados Unidos, mas apoiou seus benefícios acima de qualquer risco.

A EMA disse que seu comitê de segurança concluiu que um alerta sobre coágulos sanguíneos raros com baixa contagem de plaquetas deveria ser adicionado aos rótulos da vacina, assim como também foi exigido da fabricante AstraZeneca.

+ Vacinação com a Johnson & Johnson deve ser retomada nos EUA em breve, diz Fauci



Os questionamentos acerca da vacina da J&J representam mais um golpe para o programa de vacinação da União Europeia (UE). O aumento das infecções causadas por variantes mais transmissíveis forçou a França e outros países voltaram a adotar o lockdown.

A revisão de alguns casos levou a uma pausa na distribuição da vacina da J&J na Europa e nos Estados Unidos na semana passada, o mais recente revés nos esforços para combater a pandemia, que matou mais de 3,1 milhões e infectou 142,1 milhões em todo o mundo.

Embora a EMA tenha dito que considera a vacina segura, deixou a critério dos Estados-membros da UE decidirem como usá-la, assumindo postura semelhante à da AstraZeneca.

“Eu tenho que enfatizar novamente, (os casos) são muito raros e na grande maioria dos casos essa vacina vai prevenir a morte e hospitalização pela Covid-19”, disse a diretora-executiva da EMA, Emer Cooke, em coletiva.

“Temos que colocar na balança os benefícios da vacina e seus riscos.”

A agência examinou oito casos de coagulação que ocorreram em adultos norte-americanos com menos de 60 anos, a maioria mulheres, até três semanas após a vacinação. Os casos foram relatados em mais de 7 milhões de doses administradas nos Estados Unidos até 13 de abril.

Se tratados (os sintomas) precocemente, os profissionais de saúde podem ajudar as pessoas em sua recuperação e evitar mais complicações, disse Sabine Straus, presidente do comitê de segurança da EMA, durante coletiva.

A vacina da J&J, desenvolvida pela Janssen, é uma das quatro vacinas contra a Covid-19 autorizadas para uso na Europa.

(Reportagem adicional de Toby Sterling em Amsterdã, Ludwig Burger em Frankfrut, Julie Steenhuysen em Chicago e Kate Kelland em Londres)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3J13H-BASEIMAGE

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago