Geral

Aeroportos de Congonhas e Santos Dumont aderem nova regra para bagagens de mão

A partir desta segunda (13), só poderão ser levadas na cabina malas com 55 centímetros de altura x 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade

Aeroportos de Congonhas e Santos Dumont aderem nova regra para bagagens de mão

(Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Começou a valer nesta segunda-feira (13) as novas definições de tamanho para a bagagem de mão nos aeroportos de Santa Genoveva (Goiânia), Salgado Filho (Porto Alegre), Congonhas (São Paulo), Galeão (Rio de Janeiro) e Santos Dumont (Rio de Janeiro). A partir de hoje, serão aceitas dentro dos compartimentos da cabine as bagagens com 55 centímetros de altura x 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade. As malas fora deste padrão terão que ser despachadas sob cobrança de uma tarifa extra definida pela companhia aérea, com valor entre R$ 59 e R$ 220.

A padronização entrou em vigor desde o último dia 25 nos aeroportos Juscelino Kubitschek (Brasília), Afonso Pena (Curitiba), Viracopos (Campinas/SP), Aluízio Alves (Natal), Confins (Belo Horizonte), Pinto Martins (Fortaleza), Guararapes (Recife), Val-de-Cans (Belém). Os terminais Luis Eduardo Magalhães (Salvador) e Guarulhos (São Paulo) implementarão a medida a partir do dia 23 de maio.

Segundo a Associação Brasileira de Empresas Aéreas (Abera), a nova regra para a bagagem de mão visa agilizar o embarque de passageiros e evitar atrasos nos voos. O tamanho é o mesmo adotado pela Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, na sigla em inglês).