Política

Advogado de Bolsonaro chega ao Planalto e diz que estão fazendo ‘carnaval’

Crédito: Presidência da República

O advogado Frederick Wassef, defensor do presidente Jair Bolsonaro, afirmou que não há provas de que o presidente tentou interferir politicamente na Polícia Federal (Crédito: Presidência da República)


O advogado Frederick Wassef, defensor do presidente Jair Bolsonaro e do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), afirmou nesta sexta-feira, 22, que não há provas de que o presidente tentou interferir politicamente na Polícia Federal. Wassef chegou no Palácio do Planalto pouco antes da divulgação do vídeo da reunião ministerial de 22 de abril.

“Se faz um carnaval em cima de uma fita, em cima de um vídeo de uma reunião. Alguém praticaria um ato irregular na presença de 30 testemunhas, 30 ministros de Estados? Não, jamais. O que está se fazendo é tirar o foco da pandemia e de outras coisas e atribuir toda a culpa ao presidente Jair Bolsonaro”, disse.

+ Ministro do STF retira sigilo de vídeo de reunião ministerial
+ Defesa de Moro insiste na divulgação de vídeo de reunião