Tecnologia

Adoção oficial do bitcoin por El Salvador tem “implicações imediatas” para rating, diz S&P

Por Marc Jones

LONDRES (Reuters) – A adoção do dinheiro digital bitcoin por El Salvador tem implicações negativas imediatas para a nota de crédito do país, afirmou a agência de classificação de risco S&P Global nesta quinta-feira.

A S&P afirmou que os principais riscos são que a medida poderia ameaçar a expectativa do país de assegurar um programa de apoio junto Fundo Monetário Internacional, aumentar vulnerabilidades fiscais e prejudicar bancos pela adoção da moeda.

“Os riscos associados à adoção do bitcoin como meio de troca legal em El Salvador parecem superar seus potenciais benefícios”, afirmou a S&P. “Há consequências negativas imediatas para o crédito.”



A S&P atualmente tem nota B- menos para o país da América Central com uma perspectiva “estável”. A agência de classificação de risco Moody’s reduziu no final de julho sua nota para o país para Caa1, o equivalente a um grau a menos que o B- da S&P.

El Salvador se tornou em 7 de setembro o primeiro país do mundo a adotar o bitcoin como moeda legal. A medida significa que as empresas devem aceitar o pagamento em bitcoin junto com o dólar norte-americano, que tem sido a moeda oficial do país desde 2001 e permanecerá com curso legal.

(Por Marc Jones)

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km