Agronegócio

Açúcar bruto salta 3,3% e atinge maior nível em quase um mês na ICE

Açúcar bruto salta 3,3% e atinge maior nível em quase um mês na ICE

Navio carregado com açúcar bruto em Acajutla, El Salvador

NOVA YORK/LONDRES (Reuters) – Os contratos futuros do açúcar bruto negociados na ICE avançaram mais de 3% nesta quinta-feira, atingindo o maior nível em quase um mês, à medida que commodities e ações globais se estabilizam em um patamar elevado e investidores seguem preocupados com as perspectivas para a safra do Brasil.

AÇÚCAR

* O contrato maio do açúcar bruto fechou em alta de 0,52 centavo de dólar, ou 3,3%, a 16,38 centavos de dólar por libra-peso.

* Operadores citaram crescentes expectativas de que a produção de açúcar do Brasil enfrente dificuldades para alcançar os 36 milhões de toneladas anteriormente projetados.



* Eles disseram que o açúcar deve seguir em alta no curto prazo, embora as fortes exportações da Índia eventualmente limitem os ganhos.

* O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos afirmou que a produção de açúcar da Tailândia deve avançar 40% em 2021/22 ante 2020/21, para 10,6 milhões de toneladas.

* A ESIIC, compradora estatal do Egito, abriu uma licitação por 100 mil toneladas de açúcar bruto do Brasil.

* O açúcar branco para maio avançou 14,00 dólares, ou 3,2%, para 455,60 dólares por tonelada no vencimento do contrato, com entregas estimadas em cerca de 132 mil toneladas.

CAFÉ

* O contrato maio do café arábica fechou em alta de 0,6 centavo de dólar, ou 0,5%, a 1,327 dólar por libra-peso, engatando o quarto ganho consecutivo.

* Investidores projetam um déficit cada vez maior de arábica, com o Brasil –maior produtor global de café– entrando em um ano de baixa em seu ciclo bienal de produção. O déficit tem ofuscado a pressão exercida pela valorização do real.

* “Em nossa opinião, a queda na próxima safra do Brasil já está precificada, e a pressão provavelmente será sentida mais no mercado físico do que no mercado futuro, que possui um bom volume de estoques certificados”, disse o Rabobank em nota nesta semana.

* A corretora e consultoria StoneX disse que espera uma recuperação de demanda nos Estados Unidos, maior mercado consumidor de café do mundo, citando o progresso na campanha de vacinação do país.

* O café robusta para maio recuou 2 dólares, ou 0,1%, para 1.363 dólares a tonelada.

* Os preços domésticos do café no Vietnã, maior produtor global de robusta, avançaram nesta semana.

(Reportagem de Marcelo Teixeira e Maytaal Angel)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3E1FJ-BASEIMAGE

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km

Tópicos

Updated